Natalie Kunicki, uma jovem de 23 anos, sofreu um derrame ao romper uma artéria importante enquanto assistia a um filme na cama com um amigo..

Tudo aconteceu quando ela esticou o pescoço para se alongar e ouviu um estalo muito alto. Contudo, ignorou o fato e, ao acabar o filme, foi dormir.

Natalie acordou quinze minutos depois, sem conseguiu se mover e caiu no chão quando tentou andar.

KENEDDY NEWS AND MEDIA

Dessa forma, foi levada às pressas para um hospital, onde uma tomografia computadorizada confirmou que ela havia sofrido um derrame.

O incidente quase paralisou completamente o lado esquerdo do corpo da jovem.

Mais recentemente, ela começou a fazer exercícios diários, recuperou um certo grau de movimento em sua perna, mão e braço, e recebeu alta para a casa dos pais.

Mais sobre Natalie

Natalie, que trabalha para o Seviço de Ambulância de Londres, disse:

“Eu adormeci e quando acordei cerca de 15 minutos depois. Senti vontade de ir ao banheiro, mas não conseguia sentir a minha perna esquerda.”

KENEDDY NEWS AND MEDIA

“Eu me levantei e tentei ir ao banheiro e estava batendo em todos os lugares. Olhei para baixo e percebi que não estava mexendo a perna esquerda, então caí no chão.”

KENEDDY NEWS AND MEDIA

“Meu amigo teve que vir me buscar. Ele pensou que eu estava bêbada, mas eu sabia que algo estava errado.”

Os médicos ainda não forneceram um prazo para sua recuperação completa, mas Natalie esperava voltar ao trabalho em seis a 12 meses.

Após o derrame, ela foi forçada a desistir de seu apartamento e voltar a morar com os pais.

Mas Peter Kunicki, 65, e Anne Kunicki, 62 anos, devem voltar para a Austrália em julho. O irmão de Natalie, Michael Kunicki, 33 anos, desde então criou uma página de angariação de fundos para ela.

Ela explicou:

“80% das doações são de pessoas com quem trabalho, o que significa muito. Vai ser muito útil.”

KENEDDY NEWS AND MEDIA

“Eu realmente quero voltar para o meu próprio apartamento e realmente não quero ter que voltar para a Austrália. Eu amo muito o meu trabalho e não quero deixá-lo.”