Brian Dowling é um fotógrafo muito famoso no showbusiness. Ele já trabalhou com grandes estrelas de Hollywood, como Julia Roberts, Julianne Moore e Amy Adams. Dá para perceber um padrão entre as três, não é mesmo? Elas são ruivas!

É sobre isso que seu novo projeto se concentra: Brian viajou por 20 países durante 3 anos e fotografou mais de 130 mulheres a fim de capturar a beleza da mulher com madeixas ruivas.

Sendo assim, seu objetivo é mostrar a beleza e a diversidade desta rara cor de cabelo. Vale ressaltar que apenas 2% da população pode dizer que nasceu com os “cabelos de fogo”. Além disso, a cor é tão rara que mesmo os dois genitores carregando os genes precisos, seus filhos só têm 25% de chance de nascerem com os cabelos vermelhos.

Dentre os países que se destacam com população ruiva, estão a Escócia e Irlanda. Pois nesses dois lugares, estão 13% e 10% da população mundial de ruivinhos, respectivamente.

Contudo, Brian provou que não é só lá que podemos encontrá-los. Dowling reuniu seu trabalho no livro de arte, Redhead Beauty, que foi publicado após uma bem-sucedida campanha no Kickstarter.

O fotógrafo observa que as fotografias foram capturadas sem um maquiador, iluminação especial ou uso excessivo de Photoshop. Dowling, ainda, explica que:

“Eu queria que fosse óbvio que essas fotos são reflexos reais da modelo e que as pessoas acabem definitivamente com os estereótipos do que é ser uma mulher ruiva.”

Não dá para perder, né? Confira abaixo alguns dos seus cliques:

1.  Apucarana, Brasil.

Brian Dowling | Fotógrafo

2. Belfast, Irlanda do Norte.

Brian Dowling | Fotógrafo

3. Breda, Países Baixos.

Brian Dowling | Fotógrafo

4. California, EUA.

Brian Dowling | Fotógrafo

5. Essex, Inglaterra.

Brian Dowling | Fotógrafo

6. Hamburgo, Alemanha.

Brian Dowling | Fotógrafo

7. Londres, Inglaterra.

Brian Dowling | Fotógrafo

8. Londres, Inglaterra.

Brian Dowling | Fotógrafo

9. Londres, Inglaterra.

Brian Dowling | Fotógrafo

10. Longford, Irlanda.

Brian Dowling | Fotógrafo

11. Moscou, Rússia.

Brian Dowling | Fotógrafo

12. Odessa, Ucrânia.

Brian Dowling | Fotógrafo

13. Odessa, Ucrânia.

Brian Dowling | Fotógrafo

14. São Petersburgo, Rússia.

Brian Dowling | Fotógrafo

15. Stirling, Inglaterra.

Brian Dowling | Fotógrafo

16. Stuttgart, Inglaterra.

Brian Dowling | Fotógrafo

17.  Viena, Áustria.

Brian Dowling | Fotógrafo

18.  Warsaw, Polônia.

Brian Dowling | Fotógrafo

19. Washington, EUA.

Brian Dowling | Fotógrafo

Fonte das imagens: Brian Dowling @ Bored Panda

VEJA MAIS:

3 fatos estranhos sobre homens e mulheres ruivos

1. Eles são mais difíceis de serem anestesiados

Um pequeno estudo publicado na revista Anesthesiology descobriu que as mulheres ruivas exigiam que 19% a mais da anestesia desflurano fosse colocada para dormir do que as mulheres com cabelos escuros. Alguns cientistas pensam que a mutação protéica que causa cabelos ruivos e pele clara torna os ruivos mais sensíveis à dor e, portanto, é mais difícil anestesiá-los.

2. Eles não estão em extinção

Como a jornalista de ciência Maggie Koerth-Baker escreve:

“Na verdade, as ruivas estão se infiltrando furtivamente no resto da humanidade.” Aqui está sua prova: mesmo que apenas 2% das pessoas tenham cabelo ruivo, 4% têm o gene que faz ruivo.”

Se você tem sardas, provavelmente é um portador. Então, enquanto duas pessoas ruivas não produzem uma pessoa morena, uma casal de morenos podem produzir um filho ruivo, por exemplo.

3 .Eles são mais propensos a serem canhotos

Outro fato divertido sobre os ruivos é que eles são mais propensos a serem canhotos. Ambas características vêm de genes recessivos, que normalmente estão em pares.

Então, o que você achou do artigo? Sabe mais alguma curiosidade de pessoas ruivas? Conta para a gente nos comentários.