Uma queda significativa de meninas indianas sendo forçadas a casar levou também a um declínio global no número noivas infantis, avaliou a ONU recentemente.

Instagram/ @tooyoungtowed/ Reprodução

Segundo a agência UNICEF, das Nações Unidas, 25 milhões de casamentos infantis foram evitados em todo o mundo na última década, com a queda mais acentuada na Índia e no resto do sul da Ásia, onde meninas de apenas oito anos foram obrigadas a se casar.

Instagram/ @tooyoungtowed/ Reprodução

“O sul da Ásia tem testemunhado o maior declínio no casamento infantil em todo o mundo nos últimos 10 anos … em grande parte devido ao progresso na Índia”, disse o órgão.

Instagram/ @tooyoungtowed/ Reprodução

“Na tendência atual, 27% das meninas – quase 1,5 milhão de meninas – se casam antes dos 18 anos na Índia. Este é um declínio acentuado de 47% há uma década ”.

Valer ressaltar que o risco de uma menina ser forçada a se casar antes dos 18 anos no sul da Ásia diminuiu de quase 50% para 30%, disse uma declaração da UNICEF.

O COMBATE DE VÁRIOS ÓRGÃOS E ATIVISTAS EM TODO MUNDO

Contudo, a agência atribuiu a mudança a uma melhor educação para meninas, iniciativas governamentais e fortes programas de conscientização da população.

Instagram/ @tooyoungtowed/ Reprodução

Além disso, a UNICEF disse que também houve reduções em países africanos como a Etiópia. Cerca de um terço das noivas infantis do mundo está na África Subsaariana.

A idade legal para o casamento na Índia é de 18 anos, todavia milhões de crianças são forçadas a se casar quando são mais jovens, especialmente nas áreas rurais mais pobres. Muitos pais casam suas na esperança de melhorar sua segurança financeira, e esse fator gera uma espécie de “comércio” na região.

Instagram/ @tooyoungtowed/ Reprodução

Sendo assim, os resultados podem ser devastadores, com meninas abandonando a escola para cozinhar e limpar para seus maridos e sofrendo problemas de saúde ao dar à luz em uma idade prematura.

Em um julgamento histórico no ano passado, a principal corte da Índia disse que o coito com uma menina  menor de idade constituiu estupro, em uma decisão aplaudida por ativistas de todo o mundo.

Instagram/ @tooyoungtowed/ Reprodução

META PARA ERRADICAR A PRÁTICA

O principal assessor de gênero da UNICEF, Anju Malhotra, alertou que ainda há muito trabalho a ser feito para atingir a meta da ONU de erradicar o casamento infantil até 2030.

Instagram/ @tooyoungtowed/ Reprodução

Dessa forma, a agência estima que 12 milhões de meninas são forçadas a casar a cada ano, o que significa que, sem mais esforços, mais de 150 milhões serão vítimas da prática até 2030.

Instagram/ @tooyoungtowed/ Reprodução

Lembrando que essa prática é proibida em quase todos os países do mundo. E, caso você saiba de algum abuso semelhante, deve procurar as autoridades legais e denunciar imediatamente.