Milhares de turistas entram em suas portas todos os dias para fotografar suas janelas rosas e arcobotantes.

Construída entre os séculos XII e XIV, a Catedral de Notre-Dame de Paris tem séculos de história francesa encravados em sua estrutura. A catedral gótica reflete o papel proeminente de Paris como um centro econômico e religioso no século XII, como também, as cicatrizes deixadas pela Revolução Francesa são lembretes de sua longa conexão com a monarquia – que quase resultou em sua demolição.

No entanto, mais recentemente, a famosa catedral foi marcada novamente pelas cicatrizes do destino. Em 15 de abril de 2019, o pináculo e a sala de carvalho desmoronaram após um incêndio que destruiu grande parte de Notre Dame.

Esse incêndio catastrófico se alastrou por várias horas, demandando mais de 400 bombeiros para contê-lo. Sem dúvida, um dia muito triste para a França.

Contudo, a emblemática Notre Dame de Paris conseguiu resistir novamente, e um plano para restaurá-lo já foi anunciado pelo governo francês. Na manhã desta terça-feira (16), mais de 300 milhões de euros foram levantados.

A seguir, confira oito curiosidades (algumas de dar arrepios) sobre a famosa catedral francesa:

1. Um dia ela já foi ateísta

Na década de 1790, durante a Revolução Francesa, multidões enfurecidas e revolucionárias saquearam Notre Dame, declarando-a como um templo ateu.

Antes que invadissem a Bastilha em 1789, a Igreja exercia um poder extraordinário na França, recolhendo altos parcelas das rendas das pessoas em forma de dízimos.

Os revolucionários embarcaram numa campanha de descristianização do país, fomentando as pessoas a adorar os princípios do Iluminismo em vez de Deus.

Fonte aqui.

Páginas: